Translate

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Sonho ou Destino?

     Nenhuma vitória é de graça. Toda conquista sem suor não é de verdade porque a palavra vitória compreende em um caminho anterior a si mesma. Se não existisse certa distância entre o ponto que estamos agora até nosso objetivo, a palavra conquista não apresentaria qualquer significância.

     E esse caminho é reto. Tudo começa no desejo real. De onde partimos. Uma vontade inexplicável que vem lá de dentro da gente e, às vezes, soa como destino. É genuíno e ditado pela nossa alma, não pelo que os outros pensam ou a sociedade espera. São sussuros que dizem para gente lutar por algo, correr atrás. Como se fossem nossa conecção com o divido. Deus nos soprando a que viemos.

     O desejo real é importante primeiro porque nos movimenta com força, consistência. É ele que nos ajuda a levantar, a sacudir a poeira e dar a volta por cima. E querer de verdade é fundamental, principalmente, porque só conquistando o que realmente nos faz bem, seremos verdadeiramente felizes. Por isso é imprescindível separá-lo do exibicionismo, do ego, da necessidade de corresponder às expectativas dos outros e até do masoquismo.

     Se você conseguir alcançar o verdadeiro desejo que habita sua alma, vai perceber que existe uma certa coincidência pairando no ar entre o que você quer e suas habilidades. Como se a força do desejo tivesse associada a uma sementinha de talento, que precisaremos cultivar com seriedade para que dê os tão sonhados frutos, as conquistas. Difícil saber o que vem primeiro: a habilidade ou o sonho, mas de uma forma eles estão curiosamente interligados. Ou, talvez, sonho e vocação sejam a mesma coisa sob pontos de vista diferentes.

     Ninguém nasce sabendo. Fato. Então, por mais talento que se tenha é preciso desenvolvê-lo. Algumas pessoas vão percorrer um caminho mais árduo que outras, sem qualquer explicação que justifique tal disparidade. O importante aqui é que você esqueça de se comparar e dê o esforço que você precisa para aprimorar a sua habilidade. Concentre-se. Foque! Essa parte vai tomar muito tempo da sua vida, dos seus dias e de muitas das suas noites também. É inevitável: você terá de estudar, aprender e praticar muito para, então, se colocar mais perto de seu sonho, seja ele qual for. O medo e a insegurança fazem parte do processo. São os obstáculos que não estão fora de você.

     Se você tem a clareza de que não existe outra fórmula digna de se conseguir o que almeja, e sabe respeitar o seu tempo de crescimento dentro daquilo que você sonha em ser, vai perceber que para vencer na vida - seja no amor, família ou trabalho - não é preciso mentir, manipular, agir de forma interesseira, fingir que é melhor do que realmente é, prejudicar os outros por medo de ser superado ou para se sobressair, nem substituir capacidade por dinheiro comprando amizades, amores, cargos e até empregos. Mesmo porque, a vida não é uma megasena onde a gente marca uns números e tira a sorte grande de um destino perfeito. Felicidade dá trabalho.

     Mas o universo conspira a favor de quem se esforça. O que você vê como obstáculo pode ser a vida protegendo seu sucesso de você mesmo, quando te desvia do que não é bom para o que há de melhor para sua felicidade, evitando que você traia seu próprio instinto. É! Talvez sonho não seja a palavra certa pra traduzir o que temos dentro da gente, e sim, premonição. Confia! Aquilo que você realmente deseja é da natureza se realizar e não o contrário. Por isso, faça a sua parte dando o seu melhor e deixe que o seguir da vida se encarregue do resto.

     O plano da verdadeira realização é a coluna vertebral da nossa linha da vida. A base do sentido de nossa existência. Ir de encontro aos nossos sonhos é a única coisa que verdadeiramente nos move nessa vida. Portanto, pare de perder tempo com o que não é importante. Siga em frente seja qual for o caminho que você tenha que percorrer, seja quanto tempo possa levar essa trajetória, seja que tamanho a conquista tenha para os outros desde que seja grande para você. Supere todos os obstáculos com essa vontade de realizar que nasce da sua alma. E deixe a natureza agir. Assim, quando você estiver no fim da estrada da vida, vai poder olhar para trás com um suave sorriso no rosto e dizer: Valeu a pena...



2 comentários:

Semíramis Alencar disse...

O caminho da felicidade

O caminho da felicidade é árduo. Requer renúncias daquilo que é supérfluo, do que é negativo. Requer persistência e humildade, doçura e amabilidade.
Felicidade individual é algo egoísta. Nunca devemos correr atrás da felicidade pessoal se nela não estiver inseridas a felicidade de outros. Ser feliz demanda em fazer os outros felizes, caso contrário cai-se no vazio das euforias e tem tanta gente por aí encantada com as euforias que se esquecem de conquistar a felicidade.
A felicidade consiste no tempo: em ter tempo, em se dar tempo, em cultivar ações no tempo. Positivas nos elevam o espírito nos proporcionando conhecimento. As negativas nos deixam carrancudo e solitário, sombrio e egoísta, ensimesmado e ganancioso. A felicidade só bate na porta daqueles que souberam o dom de semeá-la em solo fértil, na lembrança dos momentos felizes, de fazer acontecer os momentos inesquecíveis, de proporcionar a felicidade aos outros e em servir ás causas divinas.

Obrigada querido Luciano por mais um artigo inspirador. Em sua missão, plante as sementes de amor por onde passares, hoje e sempre e colherás as bênçãos do amor e da paz, que são a felicidade verdadeira!
abraço carinhoso,

Semíramis

Luciano Cazz disse...

Isso ae Se!!!
O caminho de conquista tb inspira cuidado com os outros. Seguir sua própria verdade atrás de um sonho tb requer honestidade e generosidade, sem isso nada é de verdade.
Obrigado pela sua gratificante contribuição de sempre.
bjo gde