Translate

quinta-feira, 10 de maio de 2012

O Mistério das Pulgas Saltitantes

     Assistindo às pulgas saltitantes de um cachorro vira-lata, o jovem entristecido indagou:


- De onde vem tanta energia?

     “Da magia da vida” Responderam-lhe as pulgas. “É a paz que vem da dança divina das flores, a alegria de perceber o desenho das estrelas, o canto das folhas das árvores que se enroscam ao vento. As águas que correm a sorrir espelhando a arte dos pássaros livres sob o céu.”


     Sem entender a alegre leveza das pulgas, o jovem suspirou. Já descrente de um futuro feliz, procurou pelo Sábio. Contou o que acontecera e implorou:

- Então, senhor, com toda a sua sabedoria, peço-lhe que me ensines a mudar minha visão da vida. Das coisas. Das pessoas. Do mundo. Quero uma visão mágica, que até as pulgas têm.

     E o Sábio respondeu:

- O que precisas é mudar a visão que tens de si mesmo.

- Como assim, Sábio?

- Meu caro jovem, as pulgas não falam...

3 comentários:

KaMinato disse...

Reitero os elogios ao texto e complemento enfatizando enfatizando a veracidade dele, afinal o mundo da gente só muda, quando a gente muda! Mas não basta só isso, porque a mudança tem que vir de dentro. Então, um brinde às pequenas coisas, à vida, aos sorrisos largos e até mesmo às lágrimas que junto com a tristeza nos trazem o aprendizado e o amadurecimento. São nas pequenas e singelas coisas que estão as realmente grandes e importantes! Beijo, beijo! Karen Minato.

KaMinato disse...

Muito verdadeiro o texto, afinal o mundo da gente só muda, quando a gente muda! Mas não basta só isso, porque a mudança tem que ver de dentro. Então, um brinde às pequenas coisas, à vida, aos sorrisos largos e até mesmo às lágrimas que junto com a tristeza nos trazem o aprendizado e o amadurecimento. São nas pequenas e singelas coisas que estão as realmente grandes e importantes! Continua postando, porque eu adoro ler! Beijo, beijo!

Semíramis Alencar disse...

Ah, Lu
A mudança ocorre dentro de nós quando nos predispomos a dar o primeiro passo em busca dessa mudança!

Ele ao se indagar sobre a felicidade das pulgas encontrou em si mesmo o caminho e talvez nem mesmo precisasse do mestre para o mostrar.

As respostas estão sempre tão óbvias, dentro da gente, é só a gente ter a coragem de se perguntar!
Beijo e continue sendo essa pessoa amena que você é! Estrela de primeira gradeza!

Semíramis